Skip links

Propósito, encontre o seu

Por que queremos algo, fazemos algo ou lutamos por algo parecem ser perguntas simples. Será? Ao longo da vida, parece-me que existe uma tendência a diminuirmos a espontaneidade e irmos preenchendo esse vazio com hábitos. Já ouviu que as pessoas mais velhas são cheias de manias e as crianças não param? Pois é, esses hábitos, anelados um atrás do outro podem criar um circuito contínuo “non stop” que nos deixa no automático. E é aí que mora o perigo. 

O ser humano é o fruto mais fantástico do universo. Ele compreende, sente, age por razão e por instinto, calcula, mas também se apaixona, é capaz de atos de indiferença ou de melhorar tudo a seu redor. Aprisionar esse ser excepcional numa cadeia de rotinas sem uma finalidade clara é como prender um passarinho numa gaiola. 

Então, se às vezes parece que as coisas estão se repetindo, que todo dia é igual e que você começa as manhãs ansiando o momento de voltar para cama, pare! É hora de reencontrar o seu propósito. Você não é uma máquina. Você é mais inteligente do que a mais inteligente das inteligências artificiais. Comece a identificar aquilo que te encanta, que te desafia para ser alguém melhor e maior. Encontre o seu propósito!

O propósito não é um singular, ao contrário, deve ser um plural de objetivos, que não necessariamente se conectam, mas que têm em você o ponto comum. O que você vai fazer da sua carreira profissional é apenas uma das frentes e, não necessariamente é a que te definirá melhor. Quem é você como filho, amigo, pessoa é o que importa de verdade. 

Talvez seja bom dar um exemplo. Bem, vou ter que dar o meu mesmo, pois propósito é algo muito íntimo para que possamos ficar fazendo referência ao dos outros. Quando eu penso no meu propósito, fico imaginando sempre mais de um objetivo. No trabalho, o meu propósito é fazer diferente, deixar uma marca que seja maior do que eu. Sempre gostei da transformação de percepções em pensamentos, pensamentos em ideias, ideias em planos, planos em iniciativas, iniciativas em realidade e realidade em continuidade, continuidade que nunca é a mesma, cuja única constante é a mudança, mas que persevera e dura. Então meu propósito profissional é moldar ideias em realidades duradouras e transformadoras. Gosto de impactar pessoas e negócios e me sinto feliz nessa trajetória, mesmo tendo que dedicar muitas horas da minha vida a esse propósito. Na âmbito pessoal, meu propósito é ser bom: bom marido, bom pai (logo mais), bom amigo, bom filho, bom irmão, bom cidadão. A ideia é simples, fazer o bem, evitar o mal. Desempenhar atividades que me torna feliz.  Na minha concepção os propósitos podem ser ampliados, adaptados e receberem “updates”. Por exemplo, já faz algum tempo que sinto uma vocação para projetos sociais ou educacionais, logo, pode ser que um novo destino seja adicionado à minha jornada.  

Leitor, essa talvez vá ser a reflexão mais profunda que você irá fazer, mas é um passo importante que vai ajustar o seu leme numa direção, ainda que você não tenha (e acho que ninguém tem) todas as coordenadas do seu destino. 

Lembre-se: para barco sem rumo, não há vento favorável! Encontre o seu propósito e viva-o intensamente. 

Leave a comment

Name*

Website

Comment